sexta-feira, 17 de junho de 2011

Quando Deus está no jogo

“Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi” Gn 22.2.

Abrão viveu uma grande luta em sua vida. Ele tinha uma promessa de Deus de que seria pai de nações e já esperava há 25 anos pelo cumprimento da promessa. Não foram 25 dias, foram 25 anos.

Como Sarai não engravidava, comete uma loucura e resolve dar uma ...
“ajudinha” a Deus. Oferece sua escrava; Agar ao seu marido para assim dar um filho a Abrão por meio dela.

Abrão aceitou a proposta e entrou nessa roubada. Agar engravida dele e então os problemas começam, porque a escrava passa a humilhar sua senhora, afinal estava grávida do patrão.

Mas a desfeita não ficou por isso mesmo, Sara manda embora sua escrava, causando grande dor a Abrão, afinal Ismael era seu filho.

Abrão sabia que o Senhor era capaz de dar uma solução para a situação, ele tinha uma fé inabalável e também tinha algumas características.

1)Ele conhecia a Deus
2)Ele obedecia ao Senhor e não discutia com Ele.“Abrão, eu quero o filho da tua velhice!”
3)Ele sabia que Deus era capaz independente da situação.

Para o Senhor, temos que dar o melhor. A cultura de dar o secundário para Deus é demoníaca. Deus pediu a Abraão o seu melhor. Abraão vai até o monte, põe as pedras, a lenha, pega o cutelo e Isaque pergunta: “Pai onde está o cordeiro para o sacrifício?”. Ele pega o jovem mancebo e diz: “Deus providenciará para si o cordeiro”. Ao levantar o cutelo para matar Isaque, o Senhor diz que não era necessário Abraão oferecer seu filho em sacrifício, que agora Ele sabia que Abraão o temia.

Abrir mão do que nos é mais precioso pra Deus O emociona. Quando você abre mão de um descanso, para buscar ao Senhor, meche com Ele.

A vida é um jogo no qual Deus não pode sair fora dele. Satanás irá usar o jogo mais sujo para desviá-lo da vitória em Cristo, mas não permita que o Senhor saia jamais do ‘jogo da sua vida’.

Muitos tiraram Deus das suas histórias e tiveram suas vidas ceifadas pelo mais trapaceiro jogador. Os Beattles quando disseram que eram mais famosos que Jesus Cristo, Marinly Monroe, quando não aceitou a visita do evangelista Billy Graham, dentre inúmeros.

A partir daquele dia, Isaque se tornou um homem mais sólido espiritualmente e emocionalmente, porque vivenciou junto com seu pai a maior experiência da sua vida e descobriu que se o seu pai não poderia viver sem o Senhor, ele também não.

Pr. Jorge Linhares

Nenhum comentário:

Postar um comentário