quarta-feira, 22 de junho de 2011

A verdadeira paz




A verdadeira paz só acontece quando temos uma vida orientada pelo Espírito Santo de Deus. Por isso, se semearmos o que temos de melhor...



... colheremos os melhores frutos desta terra.

Se vivermos pelo Espírito, andaremos também pelo Espírito, movidos pela paz de Deus.

Quem ama não aborrece o outro, mas suporta, possui o domínio de si mesmo, não espalha a discórdia e sim o perdão. Um relacionamento não acontece fugindo da realidade, mas enfrentando o desafio de amar o seu próximo como a si mesmo. O homem que tem longanimidade é rico em perdão, amor, bondade e mansidão, visando atitudes de fé em si e no outro. Quem tem Jesus, tem essas virtudes que conduzem à vida, como uma casa edificada sobre a rocha que jamais se abala.

Infelizmente, na sociedade moderna, as pessoas estão vivendo ilhadas dentro de si mesmas, mergulhadas na solidão, não compartilhando as suas virtudes. Parece que é melhor ficar ligado na TV, plugado nos computadores e viajar pela internet! Assim vivem em numa solidão drástica, insidiosa e silenciosa. Essas pessoas na maioria das vezes têm dificuldades de si relacionar com os outros. Por isso, estão isoladas dentro de si mesmas, mesmo trabalhando e convivendo com muitas pessoas. São pessoas que procuram usar máscaras e representam ser o que não são, pois representam ser uma conta bancária, um título acadêmico, um status social, etc.

E quando tentamos entrar em suas privacidades, são grosseiras e brigam para não serem descobertas, porque vivem superficialmente, em temores, tristezas, angústias e em estado de negativismo mental.

O mundo sofre de ansiedade, vive com medo do presente e do futuro. Nós temos, dentro de nós, a sensação de solidão e isso nos incomoda porque solidão é contra a natureza humana, é a glória de Satanás, ele tem prazer em ver pessoas solitárias e conseqüentemente infelizes.

Eu não sou psicólogo e psicoterapeuta, mas tenho consciência dessas enfermidades psíquicas-espirituais, como depressões, síndromes do pânico e também dessa nova doença psicosocial chamada de solidão ou falsa paz/sossego através do isolamento. Não há antidepressivos e tranqüilizantes que aliviem essa dor, é preciso busca de tratamento de Deus, através do médico dos médicos que é o Senhor Jesus. A igreja é o instrumento para que a pessoa possa voltar ao convívio saudável de Deus e ter comunhão com os irmãos em Cristo. A palavra de Deus diz: “Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!” Salmo: 133.1.

Como igreja do Senhor, precisamos levar ajuda a estes queridos que, às vezes, estão tão perto de nós e não conseguimos ajudá-los, porque não podemos entrar em seu mundo. Eu creio que, se tivermos discernimento espiritual, poderemos levar às boas novas do “Evangelho da Paz” a esses corações tão atribulados.

Por mais dura que seja essa tarefa, ela dependerá muito do amor de Deus colocado em nossos corações. Será necessário levar essa paz, através da fé que temos em Deus. O êxito da cura dessas enfermidades dependerá totalmente da ação do Espírito Santo, por isso devemos ser canal para levar este remédio que nos traz a paz. Não basta, pois, ter vontade, disposição para realizar ou agir, sendo necessário em primeiro lugar deixar Deus agir através de nós.

Vivemos do que buscamos e se buscarmos a Deus, ele é fiel e justo para nos fazer mensageiros do Evangelho da Paz a esses corações ainda não alcançados por Jesus.

Pr. José Renilson de Faria

Nenhum comentário:

Postar um comentário